sexta-feira, 28 de novembro de 2014

o buraco

 O video com o local do crime andava aqui perdido. Como se houve, nao dá para perceber bem a dimensão da coisa mas a queda que milagrosamente não teve ossos partidos, foi ali.

video

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

gaitos à solta

  Btt arrefinfado para os lados de Azeitão que a coisa a nivel de terreno está agreste nos locais mais habituais.
  Lá pelas 09:30 tudo a postos para subir desde Azeitão até ao topo das pedreiras de Sesimbra. Como o grupo era grande, a animação também, o que sempre ajuda a subir com menor esforço.

   Entre risadas para os mais modestos e gargalhadas para os mais expansivos, iamo-nos apercebendo do estado do terreno com os deslizes que as pedras humidas provocavam.
   À medida que subiamos, pioravam as condições climatéricas de tal modo que no topo (varandas arrábida), fomos embrenhados por uma nebulina branca e fria.
   Nada mais disso importou quando nos lançámos pelo single abaixo.
 
    Depois foi procurar os seguintes. Momentos fortes sempre com grande pica! Havia coisas que filmadas ficavam um mimo.
    Bela manhã! Adrenalina ao rubro!


   

sábado, 22 de novembro de 2014

Regresso ao asfalto

 Depois de uma semana que acabou por sair gorada no que respeita a treino fisico, hoje foi dia de regressar às pedaladas.
  Uma volta com final antecipado na hora pois estava marcado compromisso para uma operação aos pés da Foil.



  A partir deste momento, o primeiro up-grade da máquina que já se queria faz algum tempo. Agora é fazer um teste à séria e disfrutar da máquina que passa a ser uma máquina à séria também.
  Haja ciclista, haja pernas.

  Amanhã btt com o gang dos gaitos.

sábado, 15 de novembro de 2014

Training Camp by campeão do mundo

Semana de estágio.
Assim como o Rui Costa, também a mim calhou a hora de uma semana de fortalecimento muscular integral. Nada mais nada menos que trabalhos no campo (training camp).
Cansativo? sim, sem dúvidas mas também sem dúvidas fortificante. Não que o faça por esse motivo. Não que o faça pela preparaçao fisica mas até nisso tem o seu lado positivo, entre muitos outros.

Dias completos de exercicio, com fortalecimento alimentar robusto, vinho tinto e uma ginja para ajudar. Assim é no trabalho de campo.

É tudo ganho like a bauss, like Rui!

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Tanta, tanta, tanta qualidade

  Ontem realizou-se a Gala da Confederação do Desporto de Portugal.

Uma vez mais, e pela 3ª vez consecutiva, ganhou Rui Costa. Mas não é sobre o herói nacional do ciclismo (modalidade mais batida por estas paragens) que vou falar. Não.
  É que ao ver-mos, ler-mos os nomes que com ele concorriam, e ao ver-mos, ler-mos os de todas as outras categorias e seus feitos e glórias, é que nos apercebemos de que como um país tão pequenino como o nosso, e sempre com a choramingueira dos parcos recursos humanos, financeiros, técnicos, instalações, etc, tem parido (sim, parido) tanto herói.
  São anos e anos de investimento em talentos jovens que aos poucos emergem e se afirmam. Todos eles mereciam ganhar assim como o Rui, Telma, Ivo, Pedro.
  Todos eles verdadeiros campeões. Todos eles de parabéns.



segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Chove na chove

  Sábado, 10 Novembro 2014
  Ciclismo

   Terminando mais uma semana, bem cansativa por sinal, com bons e cansativos treinos de indoor, rejuvenesce-se sempre que chega a hora de ir para a rua.
   Mais uma jornada de estrada com uma volta que desenhei que se queria novamente mais dura, seguindo assim a pedalada do fim-de-semana anterior na senda de fortalecer o grupo muscular dos membros inferiores.
 
   Resumindo a manhã foi mais ou menos assim: chove sobe, na chove desce. Ou quem como diz ora chove ora faz sol, ora sobe ora desce.
   Só a ultima das chuvadas já não secou no corpo. Valeu para o efeito ainda não se fazer sentir aquele sopro do norte...





   Belo exercicio a deixar boas sensações no fim e só não foi uma manhã perfeita porque o turtle resolveu deitar-se no asfalto mesmo à chegada a Setubal (o home não me cai a descer a serra no molhado e depois com publico é que vem dar "xou").
   O resto do dia foi uma correria e ainda deu para ir ao encontro da reunião do Ultra Dura Trail, prova com créditos para o Mont Blanc e que tem por data de realização no próximo domingo.

  No domingo muita vontade de reencontrar os gaitos-bravos mas o cansaço apoderou-se dos lençois que não sairam de cima de mim impossibilitando que me levantasse.

   Os dados de sábado aqui

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

bom dia, dia bom

Bom dia, cumprimento para um post feito logo pela fresquinha, ainda como quem abre uma pestana e esfrega a outra.
  Para um praticante de desportos ao ar livre um dia bom é aquele em que a metereologia permite sair e praticar a modalidade que lhe apraz.
  Para muitos, a saida é permanente quer esteja chuva ou sol. Para mim que não ganho a vida disto e não tenho o melhor dos impermeáveis, uma chuvada é uma grande pedra do sapato. Vá que ainda suporto umas pingas e aqui e ali já levei uns banhos mas chuva por chuva fico-me por casa com o burro amarrado.
  Pior de tudo isto é ir vendo ao longo da semana as previsões para o sábado e para o domingo. Ver que as coisas não estão famosas para o cultivo de sequeiro, deixa-me apreensivo, mais a mais quando hoje está um dia bom, mas é dia de trabalho...
 
    Olha, tenham um bom dia.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Report fim-de-semana

 Sábado:
 ciclismo estrada.

 Mantendo a senda de pedalar em grupo que tem-me sabido bem nos últimos tempos, feita convocatória mas apenas comparecemos dois.
 O plano era subir a serra duas vezes e rolar mais um punhado de km pois vai sendo tempo de começar a ganhar força na perna a trepar.
  E assim foi.

   Há manhãs boas, há manhãs más e depois há estas. Simplesmente divinal. Belo clima, bons sentimentos fisicos e animicos no selim. Eu e turtle a rolar com garra após uma primeira meia-hora para pôr a conversa em dia.
   No regresso pernas em condições e a volta superou-se até com mais facilidade do que pensava. É impressionante que quando começamos a sentir a forma a voltar, que o prazer aumenta....tanto!!

  os dados da volta aqui (faltam 15km e uns 200m acumulado por esquecimento de ligar o garmas, para variar)


  domingo
  btt

  Os gaitos seguiam para sesimbra e em virtude de almoçarada cedo o meu regresso antecipava-se ao que fiquei pelo quintal e sai com a Mérida para rolar novamente na companhia de turtle com a sua        29´.
  Fazia tempos que a maratonista Mérida não rolava por estas paragens e foi curioso perceber a diferença que faz em alguns trilhos (como o fio dental por exemplo) desta para a Gt.
  Alombámos umas quantas subidas e tal, rolámos um pouco, e naquilo que parecia uma manhã de sofrimento porque as pernas não queriam acordar, acabou por ser um belo exercicio. Mas o bichinho da adrenalina ficou ali meio cabisbaixo e cheio de vontade de saltar cá para fora.


 

sábado, 1 de novembro de 2014

Kitch do meu Portugal

  Ja fazia muito tempo que não publicava nada para esta rubrica, mas eis que contribuo com esta bela preciosidade.
   Para apreciar até à última gota!