domingo, 17 de dezembro de 2017

mau dia para ir ao Espichel

  Actualmente todas as voltas são boas voltas.
  Porquê? porque quando estás muito tempo sem pedalar, acabas por desenjoar todos os percursos e matar saudades é sempre uma maravilha. Post scriptum: e até serve para repensar que nunca mais deves dizer que estás farto deste ou daquele percurso. Não poder pedalar é o pior de tudo, por isso não te queixes.

   A escolha hoje recaiu sobre a tradicional ida ao Espichel.
   E de tantas que poderia ter escolhido, logo hoje me decidi por esta.
   De entre o tráfego habitual (motas com fartura e os domingueiros matinais), juntou-se uma romaria de carros mais ou menos antigos. Uns a seguir aos outros, em grupo, isolados, aos pares de três e cinco, e sei lá que mais.
   Escape, ruído e confusão na estrada foi algo que não faltou para meu desespero.
 
    O fresquinho matinal contrastou com um resto de manhã solarengo e agradável. Abre o casaco nas subidas, fecha nas descidas.
    Eu e os meus calções fizemos confusão aos poucos que hoje pedalavam por aí (ontem foi dia de Tróia-Sagres o que explica as ausências). A mesma confusão que muitos me faziam todos tapados cara e rosto.
   Cada um é como é. Nada mais.
 
    Muito cansaço acumulado. Ritmo muito abaixo do normal (ainda faltam pernas, e falta também descanso às pernas) e nem deu para forçar. Saiu um passeio "sofridinho" mas tão, tão bom.
    Rica manhã.

    Eis os dados:

     

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

na rua outra vez

 Menos de 24h depois, saio para a estrada. Mais cansaço, menos cansaço, alguma hesitação.
 Vou.
 Começo seco, frio, calor, frio, calor, chuva, molhado, na boa, mais molhado, frio, algum frio.
 Desconforto. Escolher o caminho mais curto para casa.
 Pára a chuva, seco ao vento. Volta algum conforto. Força nas pernas. Estou bem, renovado.
 Uma roda. Boa, Atrás da lebre vou. Bom ritmo, talvez demais. arrisco.
 Continuo, falta papa.
 Sigo em frente, desconhecido.

 Belissima volta. Muita vontade de sair novamente.

domingo, 26 de novembro de 2017

Oiii...!!

 Alguns meses depois....

  Dois domingos seguidos a pedalar?? coisa que já não se via faz largos meses.
  Pedalada muito soft por dois motivos: cansaço da semana + limitação articular.
  A falta de ritmo e o cansaço semanal (embora queira acreditar que seja mais a primeira) não deixam vir aquele pleno prazer de pedalar.
   Ainda assim já é tãaaao bom.
   Esperemos continuar no bom caminho.

    50k semana passada e hoje deve ter sido parecido.
   
   

terça-feira, 29 de agosto de 2017

mais um pacitó

 Cá vai indo a vidinha.
 Com pouco blog é certo mas com muita actividade.
 Este ano as férias foram diferentes. Muito diferentes. Talvez fale disso em outra ocasião mas agora não consigo sem que pareça lamechas e prepotente (será possível ser lamechas e prepotente ao mesmo tempo?)
 Pedaladas e algum exercicio sim a montes mas indoor sobretudo, às vezes até com sessões duplas.
 Na rua as coisas continuam "reservadas" e para além de tudo o mais, depois de uns dias constipado, nota-se muita falta de rua. Como são diferentes os treinos in and out.
 Por muito que se reforce entre portas, é na rua que se ganha tarimba, algo que me falta a montes.
  Bem, pelo menos nesta volta já ninguém me apanhou :-PPP (ou saiu pouca gente à rua, ou estavam todos em sentido contrário, pra variar).
  Que saudades de pedalar 3 ou 4 horas sem parar....

   
 
 

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Devagar também cansa

 Saida à rua para experimentar. Devagarinho para não aleijar, a bater recordes negativos.
 Uma seca pegada. Um sufoco. Um frete. Dava para contar as ervas à beira da estrada...
 Ao final deu para dar um cheirinho da coisa.
 01:30h ja foi um pouco mais que o devido.
 Vamos ver....

sexta-feira, 7 de julho de 2017

Semana a seco

 Curioso não é? depois de alguma chuva faz quase duas semanas, agora estou de sequeiro.
 Esperemos que seja por curto prazo.
 E estava a sentir-me tão bem.
 Bom, pelo menos não me estatelei num sprint nem fui expulso.

domingo, 25 de junho de 2017

Só chove ao domingo

 Bem, pode-se dizer que nao chegou a ser chuva.
 Com muita vontade de pedalar e chegar ao domingo e ter o pior dia de metereologia da semana, não é facil de aturar, mas acabou por estar bem.
  Muita dúvida sempre sobre que volta fazer. Longe vão os tempos em que planeava cada saida. Agora saio e é ao improviso. tem calhado bem e o lado positivo é que sempre "invento" rotas novas ou edito algumas antigas, mas confesso que a dúvida de estar sempre a pensar para onde ir, para onde virar, incomoda-me um pouco.
 
  O principal objectivo era estar na estrada 3:30h ou pouco mais. Ainda pensei no ritmo mas abandonei essa ideia pois afinal sem treinos durante a semana, nao valia a pena andar feito parvo.
  Assim foi.

  Faltou comidinha e não faltou dor no joelho que no final da volta estava ja mesmo a incomodar. Esperemos que nao seja grave.