sábado, 31 de outubro de 2009

Setúbal-Almada-Setúbal

31 de Outubro 2009





Depois de um interregno forçado (constipação "virosada" de uma semana) voltei novamente à estrada. E logo à pior estrada nacional cá da zona: a nº 10
Se até Azeitão é um prodígio, daí em diante é um martírio tanto no que respeita ao trânsito como em toda a envolvência paisagistica. Um horror.
Mas isto é para o que me dá quando me monto na Masil. O único pensamento é ir, ir e ir mais longe sem pensar.
.


Imagem de marca de Almada




Senti nas pernas as maselas da constipação. Mas também senti mais porque descuidei a alimentação. O primeiro snack ocorreu demasiado tarde.
Como amanhã é dia de BTT entretanto já usei todos os truques do livro: alongamentos, hidratação e alimentação imediata após o exercíco, banho água quente-água fria, uma sesta a seguir ao almoço e só fica a faltar mesmo uma massagem...





Km: 75
tempo: 2.55 h
altimetria: não contabilizei.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Preparos

23\10\2009

Hora de começar a pensar em deixar a terra outra vez.
A constipação está mais ou menos mas para o lado do mais.
O tempo está mais ou menos mas para o lado do menos (embora a previsão para Domingo seja de céu limpo).
A Mérida da última vez que a vi estava mais ou menos (tinha um pneu meio cheio ou meio vazio, como preferirem. Estranho é porque já tem o kit tubless montado, apesar de nunca o ter chegado a experimentar. Era para te-lo feito esta semana mas posso agradecer à constipação e ao trabalho).

Talvez leve o novo chaço que o meu pai comprou e que adorei (depois ponho aqui foto). Dá para levar a bicicleta no interior e talvez até dormir ao lado dela. Talvez experimente.
Para além disso vou de tenda, saco-cama, manta e comprimidos às costas. Cheira-me que vou levar cá uma esfrega...

Na terra (Vermoil) está implantada desde hoje, a festa das tasquinhas e afins Feira Anual Bodo das Castanhas). É comer e buer (ui, ui).

A organização informa: "P.S. Sábado entre as 12:00 e as 13:00 sintonizem a RFM! Mais não
digo....."
se ouvirem falar de um gajo que passou todo largado, serei eu!

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Acidente de percurso

22\10\2009

Em primeiro lugar gostaria de agradecer o apoio de todos os quanto me acompanharam nestes dois dias e sem os quais nada disto seria possivel. Muitos outros ficarão por referir de uma lista infindável mas quero que saibam que não são menos importantes...
Tenho que destacar a dor de garganta, as dores no corpo, as dores de cabeça, uma noite muito mal dormida (que devo particularmente à febre) e por aí em diante....

Resultado: em vésperas de prova, resta fazer figas que a falta de treino destes dias e as maselas no corpo sejam compensadas no próprio dia pelos Aulins e Aspegic´s. É o doping a funcionar. Ou então não....

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Fim-de-semana negro

20\10\2009

Sexta. sábado e domingo por motivos diferentes faltei a todos os treinos (natação, ciclismo e btt respectivamente).
Face à prova (durinha) que se avizinha já no próximo domingo, não foi uma boa atitude mas agora não vale a pena lastimar.
Ontem houve treino de sprints em futsal, hoje será natação a puxar e amanhã se não chover btt (aproveitando para fazer as últimas verificações à Mérida que não se mexe há muito tempo).
Quinta-feira será dia de futsal outra vez e sexta natação num ritmo mais tranquilo para relaxar. Sábado descanso e domingo prova.
Parece ok este plano?

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

SABE COMO ULTRAPASSAR UM CICLISTA?

15\10\2009

Hoje não é dia de sair para a estrada mas cada vez que o faço deparo-me com enormes atrocidades cometidas sobre mim, assim como outros ciclista se queixam.
Era importante que as mentalidades dos automobilistas começassem a mudar em relação a bicicletas (sim, a bicicleta é um veiculo e faz parte do trânsito) e para tal terão que ser reeducadas.


Portugal como país da UE tem por obrigação progredir e "civilizar-se".






Deixo aqui um link com um f.a.q. do código da estrada e velocipedes que já agora valia a pena divulgar.
São inúmeras as preocupações de quem anda sobre duas rodas sem motor auxiliar mas a maior de todas poderá ser a da ultrapassagem.
Pergunto ao sr. automobilista: Sabe como ultrapassar um ciclista??
.
.
VOCÊ ACABOU DE SALVAR UMA VIDA! OBRIGADO!
.
Saber e praticar esta regra já seria uma grande (enorme!!!) manobra de civismo.
De tudo o resto a afixação deste sinal pelas estradas deste país já seria um passo importantíssimo na divulgação da regra e sem grandes encargos!

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Tour de France 2010

14/10/2009

Neste preciso momento a apresentação do Tour de 2010 na Eurosport! Nunca antes tal tinha visto.
Vamos ver as novidades. Para já sabemos que arranca de uma terra com tradição em bicicletas...




Entretanto os treinos:

- domingo: Btt - 38 km - segunda-feira: futsal - terça-feira: 30 minutos natação (bruços)
- quarta-feira: descanso.

sábado, 10 de outubro de 2009

10\10\2009
ciclismo


As contas sairam mesmo furadas. Andei a semana toda a desejar pela manhã deste dia, uma manhã solarenga perfeita para me fazer à estrada. A ideia era pedalar por 3 horas no mínimo.
Mas as contas sairam-me "furadas".
Logo ao chegar junto da Masil, o pneu traseiro em baixo. Não tinha câmaras de ar para substituir e tive que esperar pelas 10:00 h para ir à Bikezone (Felizmente o Mário é pontual e aceitou que lhe ficasse a dever pois não levava carteira. À tarde fui lá pagar).

Assim, às 10:30h já rolava com uma hora de atraso face ao estipulado.Fui andando e para variar sem rota traçada e quando me apercebi estava na nacional a caminho de Àguas de Moura. Antes, um brutal acidente cortava o trânsito em ambos sentidos e as filas de automoveis extendiam-se de um lado e do outro. Que coisa brutal para a qual nem tive coragem de olhar (ao contrário de muitos outros curiosos). Fiz um corta-mato saltando uma vedação (para inveja de muitos automobilistas) e minutos depois estava de novo na estrada.

Nunca vi esta nacional tão "limpa" a esta hora do dia(infelizmente por consequência do acidente)
video
.



Em Águas de Moura decidi sair da nacional e rumar em direcção ao Montijo. O avançar da hora assim impunha.

Antes de percorrer a maior recta do mundo (não é mas é como se fosse), parei na Estação de comboios do Faralhão para comer uma barra e para um momento clássico kodak .






Seguidamente rumei em direcção a Rio Frio e daí logo decidiria qual o rumo a tomar: Pinhal Novo ou Montijo, dependendo claro está, da hora.No entanto Rio Frio e a sua herdade reservavam-me uma desagradável surpresa. As contas saíam "furadas" novamente.Um novo furo, desta feita na roda dianteira, acabava com a volta.Telefonei ao carro de apoio (desta vez foi o mano)e só me restou alongar e tirar umas fotos enquanto esperava pela boleia.


A chegada.
.

O palacete (das poucas estruturas que se mantém tratada, conservada e em utilização)

.

Vista parcial do jardim onde já estive por alturas do casamento de um casal amigo.

O campo de futebol "pélado" recuperado com o apoio da Câmara Municipal de Palmela. Interrogo-me se poderemos fazer uma jogatana aqui.


A porta dos fundos.

... e a espera!


Contas "furadas" finais:
tempo: 01: 50 h
distância: 48 km
.


E mais dúzia e meia de euros em 3 câmaras de ar novas e muita vontade de pedalar pelo cano abaixo. Alguém há-de pagá-las e cheira-me que vai ser a GT na Arrábida amanhã a partir das 08:30h.
.


Na quinta-feira passada descansei e ontem fiz 40 min. de natação numa piscina por minha conta (como cantava o outro "queria tê-la ""enteirinha"" só pra mim").
A toque de aulin, gelo, reumon gel e o referido dia de descanso o joelho parece melhor (hoje só em algumas ocasiões se fez sentir).

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Avalanche 2009

Lousã,

03, 04 e 05 de Outubro







Uma das provas mais adrenalizantes que se realiza anualmente em Portugal. Aqui não interessam as distâncias, as altimetrias, os abastecimentos, etc. A única coisa que importa é descer, descer mais e descer mais rápido ultrapassando todos os obstáculos.

São 11 km sempre a rasgar sendo a primeira parte em estradão e a segunda em single tracks com vários "jumps" e afins.
Até ao arranque nada a apontar à Organização (excepto que na véspera já se podia utilizar a pista para treinos e uma das passagens em que se cruza a estrada de alcatrão estava a ser muito mal "guardada"). Foram 35 minutos de atraso em relação à hora marcada o que não é muito agradável quando se está expectante como provavelmente estariam todos os riders.
Se na véspera ficara algo receoso pelo pouco (mas louco) que tinha visto do percurso, nesta fase sentia-me perfeitamente tranquilo.
Ainda assim a táctica foi ficar para o fim como habitualmente faço. O Helder que também participou fez o mesmo.

Pouco mais há a dizer. Penso que será fácil de imaginar o que é esta pista de DH que demora pouco mais de 45 min de carro a subir.
O pó levantado pelos da frente e o congestionamente (previsivel) que se dá ao inicio dos single tracks são o menos positivo. O desgaste destes (trilhos já demasiadamente cavados e socalcados) também não são ideiais mas quanto a isto nada a fazer.
Até ao fim foi um libertar de adrenalina como nunca fizera durante tanto tempo seguido.
O pó sempre denso nem me deixava ver onde punha as rodas e simultaneamente ia evitando outros riders tendo para tal que escolher trajectórias menos desejadas.
Numa dessas situações o helder caiu forte e feio mas felizmente pôde prosseguir.

No final, e após recompor a pulsação, procurei água sem sucesso (imperdoável). Sumo ou imperial era o que havia...
O almoço foi outra desilusão: sandes de carne??? mau demais.

Em suma, a prova não vale os 20 euros que custa a inscrição.

Aspectos mais positivos: todo o percurso
Aspectos negativos (normalmente escrevo "menos positivos" mas desta vez nada feito): a segurança na véspera, a falta de água e o almoço se assim se pode chamar.


Valeu pelo excelente fim-de-semana passado na companhia da familia Mc deiniel e do helducho, muito bem recebidos pela hospitalidade do sr. Júlio, e pelos litros de adrenalina libertados.
Infelizmente o faroleiro não pôde acompanhar-nos (a braços com uma doença da filhota mais velha) para grande desgosto seu.
Georgemback igualmente ausente.
No dia seguinte à prova ainda fui pedalar na serra. Soube bem!

Deixo aqui um pequeno resquicío daquilo que consegui captar com a helmet cam que com a trepidação acabou por saltar. Infelizmente só captei estradão. Quem quiser ver os singles terá de ir até à Lousã.
A qualidade da imagem também é fraca e as fotos são poucas logo tive de esmiuçar (termo da moda) isto o melhor que pude e soube.


video

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Treinos

O tempo para mim poderia passar-se a definir por AA e DA, ou seja, Antes da Avalanche e Depois da Avalanche, mas seria dar demasiada importância a um acontecimento em deterimento de outros tão igualmente electrizantes.
Enquanto não saí a critica sobre essa prova rainha do DH (está a dar trabalho mas vai valer a pena) actualizo informação dos últimos treinos:

Segunda-feira: (ainda na Lousã) BTT 28 km, 01:30h, 550 m altimetria
Terça-feira: natação 45 min ininterruptos
Quarta-feira: 30 min corrida (o joelho começou a doer e parei. fora isso sentia-me óptimo)

Entretanto a GT está no Tiago (Arrábida bikes) a curar as "feridas" da Avalanche, e a Masil tem um pneu em baixo que tratarei amanhã!

Objectivo: continuar a treinar para a prova de 25\10.

E agora uma boa notícia:
Setúbal vai ter ciclovia! Resta saber para quando e para quando uma ciclovia que ligue as freguesias em redor da cidade e um pouco mais além (isso sim é que era).
Vêr a reportagem aqui